Sejamos todos atletas de elite


“Se alguma vez sonhaste jogar para milhões de pessoas, agora é a tua oportunidade. Joga dentro, joga pelo mundo”. Esta frase é que Cristiano Ronaldo divulgou numa das suas mais recentes publicações no Instagram. É em momentos sensíveis como este que os heróis do desporto podem chegar mais perto de jovens e de milhões de pessoas por todo o mundo para ajudar a que possamos ter uma atitude mais assertiva ao serviço de todos. Os desportistas de alto rendimento, podem ser exemplos para a vida, se tiverem a formação e a lucidez de nos momentos certos terem as atitudes certas. A motivação vinda de um atleta como Cristiano Ronaldo, não só junto dos mais novos, mas também dos mais velhos, fazem de um desportista de excelência um incrível transmissor de importantes mensagens. O exemplo de um estilo de vida saudável e a passagem de modelos de trabalho e comprometimento por diversas causas, podem transformar a imagem destes desportistas em valores muito mais altos do que o mercado financeiro lhes atribui. É bom ver que no desporto podemos também contribuir para momentos tão complicados da nossa vida social e termos na simplicidade de atitudes como esta, armas tão eficazes contra um maldito vírus. O desporto a ganhar uma vez mais!

Um dos praticantes do nosso projeto, tem usado no seu Facebook, um logo que usamos frequentemente no nosso projeto: Love more your Performance! João Reis é um dos nossos e alguém que percebe bem o sentido desta frase. Love more your Performance é muito mais do que tirar tempos numa corrida ou do que marcar mais uns golos num jogo de futebol. Falamos de tirar gozo de tudo o que se relaciona com a nossa performance pessoal e coletiva. No treino, todos sabemos que temos de passar por longos períodos de dificuldade, de trabalho, de esforço meticuloso e até de isolamento… Aprendemos desde muito cedo que no desporto nada se consegue de forma fácil e que temos primeiro de nos aperfeiçoarmos e crescermos enquanto desportistas e ser humanos, para no final mostrarmos os resultados desse trabalho. Estamos preparados para o isolamento, para estarmos focados no que temos de fazer e para não nos deixarmos abater pelas dificuldades, por muito extremas que elas sejam. Temos dito aos praticantes de todo o universo de projectos run4excellence que estarão mais bem preparados do que outros para os problemas que vivemos e que poderão ser o alicerce de apoio para os que os rodeiam. Somos maratonistas, futebolistas, “projetos” de desportistas ou simplesmente pessoas que pela sua saúde e bem estar, decidiram focar-se num processo de treino pessoal, mas todos recebem a riqueza de valores que o desporto promove. Love more your Performance é percebermos que temos de gostar de cada boa decisão que tomamos em prol de cada um de nós e dos outros. E o desporto passa a ser outro grande exemplo!

Os nossos corredores de “elite”, estavam motivados como nunca para objetivos que estavam próximos. Cada vez melhores, cada vez mais focados e mais sólidos nas adaptações que mensuramos regularmente. Esta paragem, significa perdas e atrasos enormes no seu rendimento desportivo e na concretização dos seus sonhos. Mas este é um problema que atinge todo o mundo e todas as atividades profissionais. O foco tem de se manter mesmo na incerteza… Este não é um assunto comum na psicologia desportiva, pois treinar atletas sem lhes definir objetivos não é nada fácil… Mas é um enorme orgulho trabalhar com os atletas que temos! Está certo que ao longo dos anos lhes desenvolvemos rotinas certas, nos preocupámos com a sua formação desportiva, sempre lhes imprimimos uma capacidade aumentada de pensarem o treino, de saber analisar o seu trabalho e saberem fazer… Mas é também enorme a capacidade de adaptação de cada um. Não treinamos apenas músculos… Treinamos pessoas, ensinamos para além de repetir, formamos mais do que impomos, desenvolvemos espírito crítico, fazemos com que todos saibam porque fazem e como devem fazer, ensinamos antes de treinar… É por isso mais fácil tirar proveito dessas competências. Tudo surge com mais espontaneidade, com boas opções, com saber fazer… O desporto ensina para a vida!

Numa altura em que é evidente a explosão de treinos nas redes sociais, onde a qualquer minuto do dia é possível ver treinos em direto ou seguir instruções em vídeos publicados até à exaustão… sejamos ponderados! É verdade que esta paragem pode ter efeitos muito complicados na saúde de todos nós! Muitos de nós ficarão sentados, confinados a séries televisivas, jogos de computador ou consultas exaustivas do telemóvel e é preciso ter consciência que estarmos sentados é do pior que podemos fazer à nossa saúde. A nossa função respiratória vai diminuindo, a tensão arterial aumenta, o fluxo sanguíneo no cérebro baixa, os desequilíbrios e desconforto muscular aumentam, os nossos órgãos passam a estar em sobrecarga… enfim, a nossa saúde cai de forma preocupante a cada dia, a cada semana. É muito importante que todos encontrem estratégias para se mexerem dentro de casa. A realização de algumas sessões de treino pode marcar toda a diferença, mas cuidado! Fazer coisas que nunca fizemos durante anos, com níveis de intensidade e de volume a que não estamos habituados, pode prejudicar o nosso sistema imunológico e colocar-nos numa situação menos saudável. O que está em causa, uma vez mais, não é fazer mais, é fazer o que é certo para cada um de nós. A cada momento é importante que o treino “encaixe” da forma mais correta, respeitando uma progressividade lógica e segura tão importante nos atletas de alto rendimento como no treino para melhorar a saúde. Não tenham problemas em investir num apoio técnico nesta fase. Peçam ajuda e evitem o copy/paste de treinos que podem não fazer sentido no vosso caso. Este é um investimento que faz sempre todo o sentido, mais ainda numa fase tão sensível para a vossa saúde. Três conselhos simples: (1) A cada 30 ou 40min procurem levantar-se e caminhar um pouco dentro de casa – espreguicem-se; (2) A cada 3 ou 4 horas, parem um pouco e durante 1 a 2 min façam inspirações e expirações lentas e profundas. Sintam o vosso peito a aumentar de volume, alongando músculos respiratórios que raramente são trabalhados. Desta forma aliviam a pressão muscular no peito e facilitam a vossa respiração; (3) Sorriam… Por momentos lembrem-se de coisas positivas, de um momento das vossas vidas, de um episódio qualquer ou de uma anedota e riam-se com vontade. Estão em casa, ninguém vai notar. Comuniquem com o vosso cérebro enviando informações positivas. O nosso sistema imunológico gosta destas sensações e não vive só de vitaminas. Como tudo na vida, e no desporto, fazer bem e com alegria é o caminho para o sucesso!

Recentemente, no instagram do projecto run4excellence, referimos que neste momento não perdemos 1 segundo a pensar no que estamos a perder, mas investimos todos os minutos no que temos de ganhar. A fase que vivemos é terrível e de perdas enormes, mas é isto que temos de fazer. Olhar para a frente, resolver os problemas que vão surgindo e trabalhar com mais competência para podermos, num ambiente de maior dificuldade, fazer mais e melhor. O desporto é um dos melhores laboratórios de formação e competências para lidar com dificuldades tão agressivas como a que estamos a viver. Sejamos todos atletas de elite!